NOTA: Qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos conteudos /opiniões aqui expostos deve demonstrá-lo para o email abaixo indicado. Os comentários estão abertos com a devida moderação e os artigos a publicar neste BLOG devem ser enviados para o email:
vozeslivresmacao@sapo.pt
Visitantes Online
Quinta-feira, 25 de Abril de 2013

Cá se fazem, Cá se pagam!!!

Fenix renascendo das cinzas ...

 

Publicado por vozeslivresmacao às 18:46
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011

a boy for all seasons

Post retirado do blog http://jugular.blogs.sapo.pt/3066643.html

Paulo Pinto

Nem tudo está perdido. Bem pode Passos Coelho fazer declarações insossas, e Gaspar que teime e insista em assumir a sua função soporífera-a-ver-se-assim-dói-menos; e mais cinzentões e boys insípidos que não sabem alinhavar duas frases com interesse ou produzir 30 segundos de discurso motivador que saia fora da cartilha bocejante. Nada disto interessa, nada disto importa. Olharam para o céu noturno ultimamente? Há uma nova estrela no firmamento. Pisca um laranjinha intermitente, com hoofer e smiley acoplados, uma espécie de mix Fernando Mendes com José Hermano Saraiva. E quem é, quem é? O presidente da JSD e deputado pela Nação, Duarte Marques de batismo, yo! Muito moderno (na verdade, pós-moderno, porque moderno era isto), como se vê pelas poses com que brindou uma recente entrevista ao Expresso.

Confesso que de início pensei que fossem snapshots de um teledisco do Pimba Mix Vol. 14, mas depois esclareceram-me que não, hrrmm, disparate, pá. É um deputado moderno e jovem, pfff, que velhadas me saíste. Não fiquei convencido, alguém estava a entrar comigo.  Até que tomei conhecimento do que escreve e das opiniões que emite. Tudo passou então a fazer sentido. Alguém que diz no twitter que "Um tipo pode mudar de mulher ou marido, ate de partido ha razoes bem plausiveis p isso, mas homem q é homem nao muda de clube!" sobe inevitavelmente na minha consideração, porque funde, numa genial síntese epistemológico-estrafilocóquica, uma modernidade ousada (um homem mudar de marido) com a boa tradição luso-marialva ("homem que é homem") e a inevitável pontinha de futebol. Depois visitei a página da JSD. A mensagem do líder tocou-me; sobretudo a parte, de fino recorte literário, em que diz que "A JSD tem de dar o exemplo! Tem de andar à frente dos outros partidos, e do seu próprio Partido (o PSD). A JSD tem de andar à frente do seu tempo e, sobretudo, do descrédito e imobilismo em que a Política e os políticos têm caído." Achei o "andar à frente" (ainda por cima, de tudo e mais alguma coisa) leve e suspeitamente revolucionário, mas compreendi que são ímpetos naturais da juventude.
Por fim, tive uma pequena comoção ao ler a opinião publicada ontem no i, uma pequena pérola de excelente português, ideias inovadoras e arrojo argumentativo. A crónica podia chamar-se "quando chegamos a meio já só falta metade", mas isso é o que diria um espírito simples. É preciso meter as pessoas, entorpecidas pelo bolo-rei e pelas filhós, a pensar um bocadinho, caramba. O texto começa por invocar os Descobrimentos, coisa ousada e nunca antes vista para elevar o moral das tropas. Até fala em "ultrapassar o Adamastor", bela e inédita metáfora, inspiração de um misto de auto-estrada com fervor patriótico, como se o dito fosse um velho chaço a circular a 40 à hora na A2. E ultrapassar pela direita, presumo, porque pela esquerda é sempre de franzir o sobrolho. Desconfio que o nosso garboso deputado pensa que o Adamastor era um grande calhau algures na África Meridional que metia medo aos marujos (como ouvi uma vez uma jornalista afirmar), mas isso, citando a imortal Teresa Guilherme, "agora não interessa nada".
O discurso abre com magnífica chave de ouro gongórica: "Chegámos ao fim do ano mais importante dos últimos tempos e entramos no ano mais decisivo da próxima década". Um simplório diria apenas que 2011 foi importante e está a acabar e que vem aí 2012. Mas um simplório não chega a deputado nem a lider da JSD. Nem escreve que "Salvar Portugal não se faz de olhos vendados e consciência ignorada" (só não percebi se é a boa, se a má-consciência) ou que "os nossos professores e estudantes têm de ser ainda melhores, os médicos, os advogados, os padeiros, os electricistas, os artistas, os vendedores, os pais e os filhos têm que ser ainda melhores pais e filhos, os amigos terão de ser ainda mais amigos". Não há crise que resista a uma prosa destas. Que pessimismo ou desânimo resiste a um "Se há povo para o qual não há missão impossível, esse povo é o nosso"? Vai-te Martin Landau, xooo Tom Cruise, salvé Duarte Marques.
Depois de um brilhante percurso, entre o evocativo e o votivo (desejar que, no próximo ano, as empresas "sejam mais solidárias nas exportações" remete certamente algum mistério esotérico), remata com a enumeração das qualidades lusitanas, um passo além do Candidato Vieira, que cantava -lembram-se?- o "Portugal alcatifado, bebe o vinho e canta o fado". Marques vai muito além do banal "temos queijo e temos paio" vieirino; relembra que Portugal, entre muitas outras qualidades (como o "melhor bolo de chocolate do mundo"), possui "uma das línguas mais faladas do mundo, o melhor treinador e o melhor jogador de futebol". Extraordinário. Um perfil de estadista perfeito. Não sei para que perdem os jornais tempo a fazer entrevistas à Popota. O deputíder tangerina bem que acenou para o texto no facebook e no twitter, mas andemos todos distraídos. Para mim chegou: já desfiz as malas com que planeava enviar os meus filhos por FedEx para Luganville daqui a uns dias. É que ocorreu-me que, na senda de Passos Coelho (líder da JSD entre 1990 e 1995) Duarte Marques pode um dia sentar-se em S. Bento. Talvez acompanhado do candidato Vieira em Belém, Portugal passará definitivamente de alcatifado a relvado. Só temo que Bruxelas lhe cace o talento entretanto e lhe atribua altas tarefas na Comissão Europeia. Ou, quiçá, na ONU, na NASA, no FMI, para o infinito e mais além. Um rapazote para a eternidade.

 

Publicado por vozeslivresmacao às 16:31
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 7 de Abril de 2011

Pedro Passos Coelho "o farsola"



Publicado por vozeslivresmacao às 15:50
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010

Banalidades do Correio da Manhã

Publicado por vozeslivresmacao às 12:11
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Vater Marques na Rede Nacional de Presidentes de Junta de Freguesia

Cinco militantes da JS Ribatejo foram eleitos para os órgãos da Associação Nacional de Jovens Autarcas Socialistas (ANJAS), este domingo, em Arruda dos Vinhos. Bruno Gomes, de Ferreira do Zêzere, foi eleito vice-presidente Mesa da Assembleia-Geral, enquanto Sónia Sousa, de Torres Novas, será vogal da direcção. Vanessa Brás (Cartaxo), Valter Marques (Mação) e Mara Coelho (Coruche) foram eleitos para o conselho geral da ANJAS. A eleição conta para o biénio 2010-2012.

 

Valter Marques, actualmente a exercer o cargo de presidente de Junta de Freguesia de Penhascoso, passará a integrar a Rede Nacional de Presidentes de Junta de Freguesia.

Publicado por vozeslivresmacao às 11:39
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Judiciária investiga uso de máquinas e pessoal da Câmara de Mação numa obra privada

A Polícia Judiciária está a investigar a utilização de máquinas e funcionários da Câmara de Mação numa obra privada. Dois inspectores já estiveram na autarquia a verificar documentos relacionados com o caso ocorrido entre Julho e Agosto e pediram livros de registo dos trabalhos e documentos relacionados com os horários dos funcionários e com as máquinas usadas. Quiseram também saber quantas máquinas a câmara possui.

  

O caso está relacionado com um serviço que a câmara fez de terraplanagem num terreno particular em Vale da Gama para a implantação de uma adega industrial.

  

O presidente do município disse a O MIRANTE que o processo foi transparente, discutido em reunião do executivo e que os trabalhos foram aprovados por unanimidade. Saldanha Rocha (PSD), acrescenta que este tipo de trabalho insere-se numa lógica de apoio à fixação de empresas e ao desenvolvimento económico do concelho.

  

“Trata-se de ajudar quem tenha a ‘veleidade’ de investir no concelho, porque é preciso ter coragem”, sublinhou referindo-se ao facto de Mação ser uma zona desfavorecida.

  

Para Saldanha Rocha “fazer o alcatroamento de uma rua numa zona industrial para criar condições às empresas ou apoiar um empresário fazendo trabalhos como estes é a mesma coisa”. Mas em causa pode estar uma situação que configura um crime de peculato de uso previsto no Artigo 376º do Código Penal.

   

 

 

Comentário ao artigo:

 

Numa primeira análise às afirmações do senhor Saldanha Rocha, pode concluir-se que o Código Penal não deveria ter aplicação nas "zonas desfavorecidas". Sem entender muito bem o que são "zonas desfavorecidas", arriscaria dizer que, na óptica de alguns autarcas, quando se trata de explicar o inexplicável, o seu concelho é uma espécie de indigência com brasão de armas. Deve ser por isso que o país, na sua maior parte, é um rectângulo de "zonas desfavorecidas".

 

Depois, dá que pensar como é possível que numa reunião do executivo de Mação se discuta e, pior, se aprove por unanimidade uma actividade que é ilegal e, como tal, passível de punição.

 

Alguém deveria explicar ao edil de Mação que quando se alcatroa uma estrada, mesmo que seja numa zona industrial e, por esse motivo, sirva essencialmente quem ali trabalha, está a disponibilizar-se recursos públicos, visando o bem público; quando se "apoia" um empresário, mesmo que investidor numa zona desfavorecida, está a utilizar-se recursos públicos em prol do benefício privado.

 

O povo quando elege os seus representantes parte da premissa que o cumprimento da Lei não é uma opção, é uma obrigação. Logo, se a discussão envolve o gasto de recursos públicos em situações carácter legal muito duvidoso, nem sequer podem os autarcas alegar que decidem, legitimamente, em representação do povo.

 

Francisco Gonçalves

 

Fonte: Mirante 03/12/2010

Publicado por vozeslivresmacao às 11:28
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Posto de Vigia 74 - Outubro 2010

100 anos da Republica

image001.jpg

 

No passado dia 05 celebraram-se em Portugal os 100 anos da Implantação da República. E Mação não deixou também de ter a sua participação. A Sociedade Filarmónica União  Maçaense aderiu ao pedido da comissão organizadora das Celebrações e,  pelas dez e meia  da manhã,  conjuntamente  com  outras cerca de duzentas e cinquenta bandas,  tocou o Hino Nacional,  “A PORTUGUESA”, frente ao edifício dos Paços do Concelho.  Como  a foto documenta, Mação cumpriu, mas pelos mínimos. A receber a filarmónica estiveram o Sr. Presidente da Câmara, bem como o Sr. Vice – Presidente. Os Maçanicos  não aderiram! Meia dúzia de pessoas é muito pouco, para celebrar o centenário da República. Não é todos os dias que se celebram 100 anos sobre uma efeméride que, bem ou mal, veio alterar substancialmente o dia a dia dos Portugueses. ..

 

 

Obras (mal?) feitas pela CMM



image002.jpg

Foto 2

Não sei porquê mas … as obras têm sempre um pequeno defeito. Após a requalificação de alguns passeios, em certas zonas em Mação, no caso em apreço na Rua Ten. Cor. F. Pedro Curado (rua dos Correios) na sua ligação ao largo Infante  D. Henrique , (largo dos Bombeiros) ficou esta bela obra …foto 2. Para onde esgota a água da chuva quando esta surge e em  força?  No dia 3, bem como  no dia  8, conforme a  foto 3, já houve uma demonstração do que poderá suceder: um lago   naquela zona! Fica o alerta aos serviços    técnicos.



image003.jpg

Foto 3

 

O faz não faz!!

 

Na sessão de Junho da reunião da Vereação da CMM, foi  um munícipe informado, de uma forma algo intempestiva, a meu ver,  de que  uma obra do seu interesse  estaria pronta, “mas não antes de decorrido um ano.” -  Ver” Ponto de vigia”  de Julho!

Na sessão de Setembro, fui (fomos) informados e quase com pedido de publicação,  que a referida obra estaria numa fase adiantada e próxima da sua conclusão.

 Se era possível fazer a obra em tão pouco tempo, porquê a  resposta dada na reunião de Junho?

Acredito ter sido uma situação pontual. De  modo algum deve  sequer ficar  a ideia  de tal expressão ter sido  usada  irreflectidamente, tanto mais que se trata da  mais alta autoridade do Concelho. 

 

 

Decisões importantes

 

Assisto com alguma regularidade às sessões públicas da Vereação da CMM, e nesta última fiquei com a sensação algo estranha sobre a importância   e/ ou a relevância que se dão aos assuntos que são tratados   nas  reuniões  do Executivo.   Explico:

Pela maioria foi proposta  uma nova modalidade  de pagamento  e da respectiva   utilização das piscinas  cobertas.  Numa reunião de Câmara?

Não existirão temas que justifiquem  muito mais uma tomada de decisão da totalidade do executivo  Municipal,   que uma  simples decisão administrativa? Penso que sim.

 

 

Antonio Reis

Publicado por vozeslivresmacao às 18:21
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 12 de Outubro de 2010

Posto de Vigia de Setembro

- Eficiência e pragmatismo
1 - É com satisfação que me debruço sobre algumas da melhorias urbanas efectuadas pela CMM. Embora sendo suspeito para falar de uma delas, pois vivo nas imediações, não quero deixar de referir que as traseiras dos prédios do lado norte da Urbanização Horta da Nora que antes se apresentavam pouco cuidadas, cheias de erva e servindo até de casa de banho para alguns canídeos, sofreram melhorias significativas, como a foto documenta. Pode dizer-se que se transformou num espaço muito agradável!

 


Na Horta da Nora

2 – No Bairro do Calvário, entre os blocos de apartamentos, a situação também foi idêntica. Um espaço renovado que, tal como no caso anterior, inclui também uma churrasqueira e os respectivos lava loiças. Sim senhor!

No Calvário

- Limpeza das faixas junto às estradas

Passo com alguma frequência na estrada da Ortiga e, apesar de algum exagero, a meu ver, a limpeza das faixas de protecção foi feita com qualidade. Não com a mesma frequência, passo na estrada N 244 que liga Mação a Belver e, na parte do nosso Concelho, nada foi feito. Passei em Maio, Junho, Julho e Agosto.
Nada, a limpeza das faixas não foi feita. Lá está a mesma vegetação, as mesmas ervas e, no meu entender, já há alguns anos que não são cortadas.

 

As fotos não enganam! O Verão está a terminar e felizmente não houve incêndios, mas e a protecção contra os mesmos, onde está? Bem sei que aquela estrada tem pouco trânsito, que a visibilidade dos trabalhos
executados é diminuta, ao contrário da estrada de ligação à Ortiga e acessos à auto estrada A 23, mas… só a falta de tempo não é resposta… E a talhe de foice, a referida falta de limpeza (Mação - Belver) é de tal ordem que algumas copas de árvores e arbustos caem para a estrada, dificultando eventual cruzamento entre dois veículos. E a segurança,tanto no aspecto de trânsito, como na protecção aos “possíveis” fogos ?

 

- Campeão nacional
Não é todos os dias que temos um campeão Nacional, mas após o a prova de domingo, dia 5 de Setembro, na pista da Boavista – Mação o nosso “Maçanico”, Alexandre Durão conseguiu os pontos suficientes que lhe permitiram ser desde já CAMPEÃO NACIONAL DE AUTOCROSS –
troféu OLIMAR.

 

Parabéns CAMPEÃO

 

A. Reis

Publicado por vozeslivresmacao às 15:04
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

João Pereira reclama variante de acesso à A23 29Jul2010

"Mação: Autarca de Envendos reclama variante de acesso à A23 29Jul2010 A "falta de condições de segurança" no troço entre Envendos (Mação) e o nó da A23, levou hoje o presidente da junta de freguesia local a reclamar a construção de uma variante de ligação àquela via rápida.
Em declarações à agência Lusa, João Pereira disse que o percurso entre a freguesia de Envendos e o nó de acesso à A23 é efetuado pela Estrada Nacional (EN) 359, num troço com cerca de 3800 metros, cuja estrada possui uma plataforma muito reduzida não permitindo que dois veículos se cruzem com segurança, "muito menos quando se tratam de veículos pesados, cujo tráfego é muito significativo".
João Pereira afirmou que o problema "exige solução urgente", uma vez que se tratam de vias nas quais existe um movimento de circulação automóvel diário bastante grande, podendo contabilizar-se até cerca de 40 camiões que todos os dias circulam naquela estrada.
"Desde que a Unicer deslocalizou para Envendos a sua central de distribuição, em meados do ano passado, que a circulação de pesados aumentou significativamente numa via onde não cabem dois camiões lado a lado", disse o responsável.
Segundo João Pereira, "todos os dias se verificam sérios perigos de circulação que põem em causa a segurança de todos os condutores, que são obrigados a desviar-se para as bermas quando se cruzam com veículos que circulam em sentido contrário, numa estrada que tem locais que nem chegam a ter 4 metros de largura".
O autarca disse ainda que as condições daquela via são um "estrangulamento" ao desenvolvimento da freguesia, como única via de acesso à A23, reclamando o "imediato" alargamento da via e a construção da variante de Envendos, "já prevista" no Plano Rodoviário Nacional.
Esta reivindicação foi já enviada pelo autarca à empresa Estradas de Portugal."

Publicado por vozeslivresmacao às 17:56
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Ponto de Vigia - Julho/2010

Tenho assistido, sempre que posso, às sessões públicas da Câmara e da Assembleia Municipal. Passo a relatar  duas situações ocorridas nestes órgãos:

 

1-  Assembleia Municipal 

 

 Vou começar lembrando  que, após uma observação minha numa já longínqua Assembleia Municipal de Setembro de 2003 do porquê do atraso na emissão dos recibos para pagamento da água   o Sr. Vereador Louro numa resposta típica  refere:  -“A responsabilidade é minha, mandei  suspender a emissão dos anteriores recibos, uma vez que surgiram  problemas com a emissão dos novos, o que causou  atraso. Só quando estes (os novos recibos) estiverem prontos é que vai ser possível o pagamento da água”.

Ainda questionei se não seria preferível  continuar com os recibos velhos até que  os novos estivessem disponíveis e então far-se-iam os respectivos acertos.…

Em Junho de 2010, dia 26, a uma pergunta da oposição PS  sobre  o motivo pelo qual a CMM está a enviar alguns recibos em atraso, alguns dos quais referentes ao ano de 2003, o Sr. Vereador Louro , tentando justificar o injustificável,  tece um conjunto de justificações desculpabilizando-se  e não assumindo as responsabilidades que pensava ser apanágio de entidades acima de qualquer suspeita. Segue um pequeno resumo da maior negação de responsabilidades que já assisti!

Disse desconhecer a lei, de 12 /2008, apenas conhecendo a de 1996 que limitam o pagamento de recibos, relativos à prestação de serviços (águas, electricidade, telefones...) passados 6 meses sobre a sua prestação. – Transcrição da Lei  23/96.  “Artigo 10º - Prescrição e caducidade - 1 - O direito de exigir o pagamento do preço do serviço prestado prescreve no prazo de seis meses após a sua prestação.  E dado que alguns munícipes têm utilizado este argumento.., referiu que aquele ano foi um ano para esquecer, desde a   reforma de um funcionário  até duas baixas de outros tantos, acrescido de uma funcionária que foi mãe.  Que alguns dos munícipes relapsos, não pagaram no prazo,  pois  receberam o papel/recibo e colocaram-no onde nunca mais o encontram, outros não tinham  a conta com saldo suficiente para o pagamento. Enfim um rol de desculpas…E as culpas próprias onde param? Não existem segundas vias, novas tentativas? Não é/foi o responsável pelos serviços? Fez efectivamente o que deveria?, O que significa assumir as responsabilidades? Qualquer um de nós, na nossa vida privada, quando faz um mau negócio suporta-o. Aqui não deveria acontecer o mesmo? Se é responsável, como disse em 2003, não deveria pagar do seu bolso, como qualquer cidadão que mencionei atrás? Ou nos auto elogios que fazemos, quando falamos das responsabilidades que temos, elas só são isso mesmo, palavras!?

 

1- Sessão de Câmara – Inqualificável

 

Inqualificável! Porquê? Passo a relatar. Sessão de Câmara de 30 de Junho, na parte da intervenção do público, um munícipe volta a perguntar  quando é feita a obra que estaria já definida, mas ainda sem data marcada, e a necessitar de uma definição, pois as licenças do INH, estão passadas. Resposta inconclusiva  da Vereação a tempo inteiro – “A sua obra será feita, quando for possível!” de seguida um  elemento da Vereação da oposição PS intervém e,  com naturalidade,  pergunta se não poderia ser dada uma resposta mais conclusiva, por exemplo qual o trimestre em que a referida obra poderia ser feita…. Toma a palavra o Sr. Presidente da CMM  Saldanha Rocha e perante o espanto  dos presentes e numa atitude que pensava não ser possível, revelando uma intolerância e uma falta de respeito perante o Munícipe em questão e os Maçaenses em geral  responde que -  durante um ano não valeria a pena  perguntar mais nada  sobre aquele assunto,  era esse o prazo que lhe dava e  se os Vereadores do PS queriam um prazo, ele aí estava: um ano!.  Inqualificável, volto a repetir. Estava presente e nem  queria ( nem quero) acreditar que um Presidente de Câmara, representante de    uma tão digna e respeitável Entidade , tenha tal tido tal  atitude.

 

CMM – Apoio à Colectividades

É de louvar o apoio que a CMM faz á Instituições e Colectividades do Concelho, em especial no domínio dos transportes. Significativo, independentemente  do pagamento, a disponibilidade dos motoristas para estes serviços. Abdicam da família para dar a conhecer ao País as actividades das Colectividades, da Cultura do nosso concelho. O meu sincero aplauso!

 

 

 

  A. Reis

Publicado por vozeslivresmacao às 17:52
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

EDP CONTINUA A MANTER NA ESCURIDÃO MONS ÁLVARES DE MOURA. QUER DIZER, A SUA RUA!!!

 

Mais de um mês depois e passados os 10 dias que a EDP considerou como razoáveis para substituir a lâmpada fundida do candeeiro, na sequência do nosso contacto....., esta era, ontem, a escuridão real da R.Mons Álvares de Moura, em Mação!

 

 

A mesma imagem recorrendo aos programas da Microsoft, ou seja, para vermos que o candeeiro , no primeiro plano, canto superior, à direita, está lá!

Deu-se o caso que, ontem, quando preparávamos o regresso a Lisboa, eis quem passa como se nada se passasse:o Sr. Presidente da Câmara, empurrando, com carinho, o carrinho de seu rebento mais novo, presumimos, acompanhado da esposa. Ou seja, a prova que nos faltava:a autarquis sabe disto!

Assim, das duas, três: ou o Sr.Presidente não se importa de passear o bebé pela escuridão maçanica e nada comunica à EDP, ou a EDP não liga nenhum ao presidente.

Também se pode dar o caso de que a EDP não nos ligue nenhum.

Finalmente algo em comum com a autarquia!

E, para não ficarmos por aqui, os nossos parabéns pelos arranjos da zona envolvente ao antigo hospital.

Digam lá se não somos amigos!!!

 

 

antónio colaço

Publicado por vozeslivresmacao às 17:48
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 20 de Julho de 2010

EIS O QUE ESTE NOVO PSD NOS PROMETE!!!

 

O PSD exige que sejam introduzidas ainda este ano portagens nas sete Scut existentes no país, e não apenas nas três do Grande Porto, da Costa da Prata e do Norte Litoral que passarão a ser pagas no dia 1 de Julho. Segundo Miguel Relvas, ou "pagam todos ou não paga nenhum".
O PSD exige que sejam introduzidas ainda este ano portagens nas sete Scut existentes no país, e não apenas nas três do Grande Porto, da Costa da Prata e do Norte Litoral que passarão a ser pagas no dia 1 de Julho. Segundo Miguel Relvas, ou "pagam todos ou não paga nenhum".

O secretário-geral do partido, que desmentiu quaisquer negociações com o Governo relativamente à introdução das portagens ou do seu método de cobrança, sublinhou que a introdução de portagens nas Scut não pode “ter um carácter regional, mas sim nacional”, defendendo a aplicação do princípio da universalidade.

“O PSD insta o Governo que apresente até ao dia 9 de Julho de 2010, data em que será feita a apreciação parlamentar do decreto-lei 67/A/2010 [que define o valor das portagens e os troços isentos], uma nova iniciativa legislativa” e que “se comprometa com um calendário faseado para a introdução universal das portagens, que deverá ficar concluído até ao final deste ano”, afirmou Miguel Relvas.

No que respeita ao "chip" das matrículas, o PSD “renova a sua oposição à utilização exclusiva deste mecanismo para cobrança de portagens, e exige que seja salvaguardado em absoluto o direito à reserva da vida privada dos cidadãos em qualquer dos mecanismos de cobrança que venham a ser utilizados”.

Daí que, afirmou Miguel Relvas, na quinta-feira, o partido votará pela revogação dos diplomas que instituem o dispositivo electrónico de matrícula.

 

Publicado por vozeslivresmacao às 17:47
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

PONTO DE VIGIA - JUNHO

Centro de Saúde em Mação II – rectificação

No anterior número do VMT referi-me à  alteração do funcionamento do Centro d e Saúde de Mação e em termos não muito rigorosos, que com esta pequena nota procurarei rectificar. Efectivamente o Centro encerra às 20 horas, mas a chamada consulta complementar inicia-se às 14 horas com uma melhoria de 2 horas em relação ao sistema em vigor  até ao dia 28 de Fevereiro. Melhorou também, num outro campo muito importante,  pois agora existe serviço de enfermagem, o que não acontecia no horário anterior. Objectivamente e socorrendo-me de opiniões de pessoas ligadas ao sector, a resposta,  invariavelmente,  é no sentido de uma pequena melhoria.
Porquê tanto empenho no Centro de Saúde de Mação no passado Verão e este silêncio “ensurdecedor “ quando a informação deveria ser uma fortíssima  aposta, tanto nesta como noutras situações? Será que a CMM, interpelada por mim numa sessão de finais de Abril, não sabia disto? Se sabia, porque não informou o Munícipe? E o Maçanicos em geral?
 


Estrada Nacional nº 244 - Chão de Codes


A  foto documenta os efeitos do  desmoronamento da referida estrada, que limita a circulação a metade da via, com a inerente insegurança. Ocorreu   há alguns anos, não posso precisar, mas presumo ter sido durante o ano de 2005. Passados estes anos lá continua a mesma limitação e não se vislumbra o momento da sua reparação. Será que a CMM faz (fez ) a necessária pressão  junto da Empresa Estradas de Portugal ? O estado  actual  da referida e importante via de circulação que rasga o Concelho demonstra o desleixo das  entidades responsáveis. De qualquer modo, sendo a estrada de uma ou outra entidade, nada justifica tal  “esquecimento”, que  põe em causa a segurança  de quem a utiliza. 

 

 

 

Bandeira Azul para a praia de Carvoeiro

Mais  um ano em que o galardão foi atribuído à praia do Carvoeiro. Mas uma vez  um motivo de orgulho para os Maçanicos em geral e os “escaravelhos” em particular. Sinceramente espero que nada de menos bom suceda com esta bandeira, que todos os parâmetros que a Sociedade Bandeira Azul  exige sejam mantidos e conseguidos. Acima de tudo,  um  voto de parabéns à CMM por mais esta continuidade na atribuição de algo que muitos ambicionam e Mação continua a obter.

 

 

 

 

Reparo;

Porque falamos de uma praia fluvial, veio-me à lembrança o espelho de água na Ribeira de Eiras, que está  ao abandono,  sem vigilância, com algumas árvores nos seus fundões, a que a CMM não tem dado a necessária atenção. Fica a pergunta: Para quando a necessária e premente obra de requalificação dum belíssimo espaço de lazer de Mação?

 

 

A. Reis 

 

Publicado por vozeslivresmacao às 15:58
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALERIA

 

É uma notícia de última hora que a nossa delegação, em Mação, acaba de nos fazer chegar à redação: a antiga vacaria da Casa Rebello, em pleno Centro Histórico de Mação, na Rua Mons Alvares de Moura, Nº 29, vai virar GALERIA DE ARTE MULTIMEDIA. Como é visível nas imagens, um novo telhado já foi colocado, assistindo-se, agora, à colocação de vigas de reforço das paredes laterais.

 

 

Mas... a ânimo foi mais longe e conseguiu obter os primeiros esboços do Arqtº americano Frank Gehry que, de passagem por Mação, no intervalo da renovação do Parque Mayer conseguiu esquiçar, a pedido do Chefe Diabo Amarelo, em plena Casa Velha, entre um prato de saborosos maranhos e um tenro Galo no Forno, um arrojado projecto que consiste na intensiva utilização do vidro, hoje, tão em moda por forma a que, praticamente, quem entre fica com toda a Galeria à vista. Um regalo para os olhos, segundo o nosso consultor para o património!

De facto, a Galeria desenvolve-se em dois lanços de escadas, partindo do centro e acompanhando as paredes nas quais serão colocadas as obras em exposição bem como pilastras para a colocação de esculturas.

Frank vai deixar como memória, adaptando-as a mesas de estar, as manjedouras em cimento do rés-do-chão.

Um pequeno acervo de obras disponíveis para venda, écran para projecção e um atelier na zona do extenso quintal estão já equacionados.

 

 

 

 

 

 

O mais interessante da notícia é que a Casa Rebello pretende "reconhecer" a intervenção do animador de serviço, natural da vizinha Gavião e manifestou vontade em abrir negociações com o Conselho Editorial para que o mesmo, cuja morada se situa mesmo a seu lado, e agora que se prepara para se aposentar ali possa desenvolver actividade permanente através de um programa cujo protocolo deixa ao seu critério!!!!

 

O nosso artista, apanhado de surpresa, nem queria acreditar!!

 

-O quê?! Mas.... não foi a Grande Casa da Cultura, bem no Centro Histórico, ali na Pina Falcão, que nos moveu durante todos estes anos?!

 

-Ó homem, é pobre e mal agradecido, tenha calma! Vamos por partes! Assegure lá este projecto que a gente depois fala!

 

 

NR- Qualquer semelhança entre o descrito e a realidade dos factos .... é mera coincidência !!!

 

antónio colaço

Publicado por vozeslivresmacao às 17:46
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . DOS MAGRIÇOS DE ONTEM AOS AFRICANIÇOS DE HOJE

Cardigos.Velha Matriz.Cópia executada a partir do original e autor desconhecido por Maria da Conceição Tavares, minha querida Professora Primária.

 

 

Estamos a dois passos da Velha Matriz de Cardigos. Tenho catorze anos e há um padre italiano que pintou, que o vi com os meus olhos, um destes dias, a Velha Matriz cujo incêndio ainda me crepita na memória mas, mesmo assim, ficou o seu Largo, a sua enorme escadaria e as tantas ruínas para os jogos de sol posto de que se faziam os nossos dias. Na minha curta memória passam, apressadas, as imagens com sabor a bem recheada canja dos almoços de primeira ou comunhão solene, já não sei, que, no mesmo Largo, à sombra de centenárias árvores, tinham lugar.

Esta Igreja vai ser, criminosamente, mandada destruír, nada sei, ainda, só tenho 14 anos e agora não estou aqui para falar do que ainda não sei que vai acontecer.

 

 

Suados, transpirados, acotovelando-nos uns aos outros, os adolescentes que restamos por Cardigos - em plena época de imigração para os Brasis, as Áfricas e alguns para as Américas - corremos, pressurosos, para a casa do Sr.Mário Tavares, que fica a dois passos da Matriz que o padre italiano para sempre deixou registada, mas de cuja criminosa destruição não sabemos, ainda, de nada, pois agora o que queremos mesmo, privilegiados de nós, é assentarmo-nos, meio engalfinhados para assistir ao jogo na "televisão a petróleo" do Sr. Mário Tavares.

Pouco nos importa que as imagens, trémulas, de quando em vez, e o cheiro a gasóleo queimado que vem do quintal, por vezes, também, nos entre pelas atentas narinas a pensar nos cinco tostões com que, depois, no Café do Tonito Silva, saborearíamos um ansiado Capilé e as redondinhas batatas fritas que nenhuma Lay ou Gourmet havia descoberto ainda. Mas de nada sabíamos. Só tinhamos 14 anos e o que queríamos, mesmo, era ver na única televisão da região, a petróleo, as fintas, os golos e o amor à camisola dos nossos Eusébio, José Augusto, Coluna, Torres, Hilário, Simões e tantos outros.

Mas aquela reviravolta da Coreia do Norte, os pulos de alegria, tudo compensava, as imagens trémulas de vez em quando, o cheiro a petróleo, de vez em quando e, até, mesmo, responder meio envergonhados aos dichotes com que o presidente da Junta de então, o Sr. Alberto Tavares, nos mimoseava "eh" tu,aí, olha lá, tu já pintas ou quê?!". Aquilo acabava por saber a distinção, como que era chegada a nossa hora de connosco a aldeia contar. E o jogo aquecia até mais não.

 

 

 

Haveríamos de chorar com Eusébio, mas ainda não.

 

 

As batatas fritas, estaladiças, aos domingos, mas... todos os dias, ainda não.

 

 

Obrigado, Eusébio, obrigado, todos os Magriços, pelo pequeno rombo na mitigada economia do lar que, então, nos fez celebrar o vosso arreganho, a vossa garra.

2

 

Hoje, de TV MOBILE em cada esquina,ICE TEA, geladinhas, caipirinhas, a qualquer hora, as saudades das imagens trémulas da TV PETROIL de então, tomaram-me pela mão!

Hoje, pareceu-me regressar a esse Verão!

Num pais tão trémulo, pudesse o futebol fazer-nos arrancar, de uma vez por todas, para a descoberta das energias que em nós trazemos adormecidas!

Foto:A Bola

 

AFINAL, NÃO É ANUNCIO, NÃO, MAS O O ANÚNCIO DE UM GOLÃO!

 

 

 

Nem que seja preciso começarmos tudo de novo, outra vez.

Com a mesma energia, com ...visão de jogo e cabeça fria!

Como é, AFRICANIÇOS de nós, no futebol, na economia, na sociologia, numa palavra, na ALEGRIA da arrancada para os tantos golos por marcar, para nos marcarem os novos dias?!

 

Comecemos pelo capilé, pôrra!!!

antónio colaço

Publicado por vozeslivresmacao às 21:22
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

POSTO DE VIGIA



image009.jpg

 

Liberdade de expressão - parte II

  

Parabéns Zé Henrique! Com a leitura da sentença proferida pelo Tribunal de Mação,   em 08 de Junho de 2009, que o absolveu,   a liberdade  de expressão e de imprensa saiu valorizada e reforçada! Assim, repito, Parabéns Zé!!!  Hoje, com o Acórdão da Relação de Évora, o que se disse atrás sai ainda mais reforçado. Quem tiver acesso  leia  o Acórdão em  http://macao.blogs.sapo.pt/ -  na data de 30 de Abril 2010.

Na sua relação com o Munícipe em questão, e só neste caso,  a CMM perde  por  2- 0, utilizando uma linguagem futebolística.  Se tivermos em conta  todas as derrotas,   em todos os outros actos que envolveram autoridades que supervisionam a Autarquia Maçaense, então poderemos dizer que se trata de uma verdadeira goleada.. Neste processo, o Tribunal da Relação de Évora condenou a CMM no pagamento de  4 Uc’s, (1 Uc = 102 Euros). Noutros casos, os valores foram idênticos . Quem toma a iniciativa de recorrer? E muito pior , quem paga?   O Maçanico, O Contribuinte, pela certa! Pelo que  constato  não  será  fácil encontrar  um  Presidente de Câmara que tenha tanto processo em tribunal, visando  os seus Munícipes como o de Mação. Serão os Maçanicos assim tão conflituosos?





image011.jpg

 

image013.jpg

 

 

Requalificação da Av.  Amaro da Costa

Conforme as fotos documentam, foi requalificada a Av. Eng. Adelino Amaro da Costa. Pode dizer-se que, o que à partida não parecia ser uma boa iniciativa (principalmente no que diz respeito ao corte da árvores) veio a verificar-se uma aposta ganha. Uma boa e bem feita  calçada portuguesa, novas árvores e, acima de tudo, um tom mais airoso do busto do Ilustre Maçanico  Professor Doutor António Lino Neto. E se, naquele relvado bonito, fossem implantados uns pequenos canteiros com flores,  utilizando a linguagem popular, seria  ouro sobre azul”.  Paro o meu gosto, está  bem!!

 





image015.jpg

 

Calçada Portuguesa?

O que se elogia acima, é também motivo de reparo, relativamente à utilização de outros materiais para fazer e, neste caso refazer, alguns passeios antigos da famosa calçada portuguesa  de  que os Portugueses se podem orgulhar. Em Mação, para construir/refazer a calçada portuguesa, para além dos materiais convencionais (pedra e saibro) utiliza-se também cimento.  Sim cimento! Exemplos disso podem observar-se  a seguir  ao Café Ideal, na Rua Francisco Serrano e próximo Paços do Concelho, junto a um edifício que, a meu ver, não se enquadra na genuína construção maçanica.

 

Centro de Saúde em Mação

O Centro de Saúde fecha as suas consultas complementares às 20.00 horas, (as impropriamente chamadas Consultas de Urgência) desde o dia 01 de Março. Antes encerravam às 24.00 horas. Por informações que reputo de fidedignas, já sucedeu com mais frequência do que seria esperado, próximo das  19 horas já não haver vagas para as consultas. As quatro horas de diferença fazem-se notar… Bem sei que somos poucos, mas até isso nos tiram?

No final do Verão passado e relativamente à passagem do referido Centro para a Unidade de Saúde de Castelo Branco, o PSD Mação e o Sr. Presidente da CMM emitiram comunicados reprovando tal desrespeito para com os Maçanicos. E agora, quanto à antecipação do encerramento das referidas consultas, ninguém se manifesta?

 

A. Reis

Publicado por vozeslivresmacao às 17:29
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO . ANTIGOS ALUNOS, ANTIGOS COMBATENTES,ANTIGOS COLEGAS DE ESCOLA

 

Mação foi palco de encontro, no passado Sábado, de um encontro/convívio de antigos combatentes da guerra colonial. Todos os anos, já lá vão 37 anos, estes amigos, nos quais se incluem dois amigos do coração, escolhem as terras uns dos outros para continuarem a reafirmar solidariedades e cumplicidades antigas no tempo, sim, mas sempre actuais e presentes, que o mesmo é dizer, guerra à falta de memória. Honremos a história de que se fizeram os nossos dias de então.

Independentemente da guerra injusta para que foram levados - e nós sabemos do que falamos, pois escapamos por um triz graças à radiosa madrugada libertadora de Abril de 1974...- a verdade é que a amizade construída nas tantas dificuldades daqueles tormentosos dias continua, hoje, a cimentar, perante as tormentas do hoje dos dias, novas solidariedades.

E ainda bem!

 

2

 

Antigos alunos, antigos combatentes, antigos colegas de escola ... antigos, quer dizer, de antes, de um outro tempo ou, antes, actuais, de sempre, como se nunca o tempo tivesse ontem e amanhã e sim, um eterno agora!

É isso que vejo nas imagens com que, hoje, afortunadamente registamos a alegria que transparece dos rostos, outrora, talvez, mais fulgurantes, jovens, rebeldes e hoje, por que não, com o peso da amadurecida sabedoria de mãos dadas com uma descomplexada energia!

É por isso que me recuso a enfrentar cada novo dia como se de mais um dia se tratasse.

 

Não! Em cada novo dia HÁ UMA NOVA ALEGRIA NUNCA VIVIDA, NUNCA CONFESSADA, NUNCA CELEBRADA.

 

Felizes os que nunca desistiram dos dias andados, os que nunca se remeteram ao silêncio dos dias falhados, os que nunca encostaram a alegria às boxes da apatia.

Felizes os que jamais ousam dizer "para mim TUDO SE PASSOU, TUDO ACABOU, tenho os meus braços caídos, quero fazer parte dos vencidos".

 

FELIZES OS QUE VIVEM "UM DIA DE CADA VEZ", TODAS AS VEZES, TODOS OS DIAS

 

É por isso que, há 37 anos, estes antigos combatentes, "combatem o bom combate" que S.Paulo anunciava.

E há lá melhor combate do que desejar reencontrar-se com os guerrilheiros da amizade, da solidariedade entre famílias, gesto primeiro para essa solidariedade outra de que Portugal tanto carece?!

 

 

Parabéns a todos os antigos alunos, a todos os antigos colegas de escola, a todos os antigos Combatentes da CCAC5043!

Podem encontrá-los, a partir de agora, também, por aqui!

A net no seu melhor, como lugar de reencontro!

Parabéns, também!

 

Obrigado, Zé Luis Mateus e , sobretudo, obrigado, amigo Amorim Lopes, cujo frutado vinho branco produzido pela generosidade das tuas mãos, nas encostas do Vale das Árvores, bem pertinho do meu Vale das Árvores - mas sem as sábias mãos que amanham o teu!!!- animou, e de que maneira, a Exposição "ABRIL, ÂNIMOS MIL", na Galeria da Associação 25 de Abril, início das comemorações dos 30 anos que agora estamos a finalizar.

 

antónio colaço

 

 

Publicado por vozeslivresmacao às 18:15
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO VEJO.À CONVERSA COM MESTRE ZÉ LOBO

O regresso às minhas serras, aos meus sonhos, à minha querida Serra do Bando e ao pequeno lugarejo que esconde anichado entre as suas suaves encostas mas cujo futuro tarda, futuro que nunca mais vejo!
Lá no alto que Hermano Saraiva consagrou como um dos melhores miradouros de Portugal, de onde se avista quase todo o mundo, quem encontraria?
Nem mais, o Mestre Zé Lobo, da Comissão dos Proprietários do Castelo, a aldeia que bordeja a Serra, ele mesmo espelhando no rosto a impotência por conseguir uma solução que tarda.

 

 

Imagens que demonstram o mau estado do  piso de acesso ao Alto do Bando.

Quem tem coragem de recomendar a quem nos visita que suba esta estrada esquisita?!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por vozeslivresmacao às 18:11
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 11 de Maio de 2010

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALAVRAS !

O que aconteceu em Évora no passado Sábado, deixa-nos sem palavras! Choveu? Sim, choveu, mas nós vencemos a Irmã Água! Quer nas escadarias da Biblioteca, quer no interior da Sé de Évora!

 

Temos muita reportagem para editar, mas, para já, dois dos momentos mais nobres do que por lá aconteceu!

Uma palavra apenas, para além dos agradecimentos todos que por diversas vezes já aqui deixámos quer à Região de Turismo do Alentejo, quer à Câmara de Évora, um OBRIGADO,a todos os elementos do Grupo de Cantares de Évora, mas um imeeeeeeeeeeeeeeeeenso OBRIGADO a Joaquim Soares, o incansável lider do vosso grupo!Um privilégio ter podido contar com o seu apoio, meu grande amigo!

 

Voltaremos ao assunto, mas para não perdermos mais tempo deixamos-vos com uma pequena parte dos dois momentos de maior significado:a actuação no interior da Biblioteca, ali bem ao lado do desafiado e encharcado Templo Romano e, depois, no interior da Sé, com a primeira parte da execução do "Alentejo em Sol Maior", cantata para o Irmão Sol de S.Francisco de Assis e onde Joaquim Soares foi mais do que um Papa do Cante Alentejano!

Um privilégio!

antónio colaço

 

BIBLIOTECA

 
 

BASTIDORES NA BIBLIOTECA!!!

Um saltinho aos bastidores na Biblioteca para vermos a azáfama e a alegria romanas, perdão, alentejanas, apesar da chuva!No último vídeo dos Bastidores, em primeiro plano o Dr.Rui Arimateia, inexcedível na ponte entre o Dr.Nuno Domingos e a Câmara de Évora!Muito obrigado, Rui!Um obrigado também ao presidente José Ernesto, que passou pelo Templo, aguardou que a chuva amainasse mas teve de seguir para outros compromissos!Muito obrigado a todos!ac

 

 

 

LIGAÇÃO À SÉ DE ÉVORA. ALENTEJO EM SOL MAIOR
solista
JOAQUIM SOARES
órgão
antónio colaço
Publicado por vozeslivresmacao às 14:13
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA !!!

Paulo Silva, presidente eleito da Junta de Freguesia de Cardigos, renunciou ao seu mandato.


O facto de viver e de trabalhar fora da freguesia, situação de todo impensável para um presidente de junta, dado tratar-se do cargo autárquico que obriga a uma maior proximidade com a população, deixava antever que, mais cedo ou mais tarde, a renúncia acabaria por acontecer.

 

 Esta é uma visão um pouco distorcida, porque não são só os Presidentes de Junta, mas TODOS os autarcas locais são obrigados a uma maior proximidade da população, ou não fossem eles locais como o próprio nome indica!!!.

 

Aliás, desde o dia das eleições, que muita gente em Cardigos previa que este cenário viesse a acontecer.

O momento em que esta renúncia acontece, decorridos apenas 6 meses após as eleições, bem como todos os factos que estiveram na origem desta candidatura, é mais uma prova de que, ao PSD / Mação, o que importa fundamentalmente é ganhar eleições, relegando para segundo plano os interesses do concelho e das suas freguesias.

 

É caso para perguntar, então e para o PS/Mação, o que interessa? Serão os eleitores de Mação ou os eleitores da Dr. Ana Gomes, lá para os lados de Sintra.

 

Tendo Saldanha Rocha, Vasco Estrela, António Louro e o PSD / Mação em geral criticado os candidatos do PS à Câmara de Mação pelo facto deles não residirem no concelho, é caso para lhes perguntar, perante o que aconteceu em Cardigos, onde pára a sua coerência política.

 

Bom, ao olhar-mos para o passado de ambos, a coerência politica deve andar de braço dado!!! Ou os do PS/Mação não tivessem candidatado a Presidente da Assembleia Municipal uma personalidade, independente dos méritos que tem, também renunciou ao mandato anterior!!! Esta sim, é bem mais grave que a anterior!!!

 

Esta é a segunda baixa na lista do PSD / Cardigos porque, logo após as eleições, Zeferino Sobreira, ex-presidente de junta e que foi eleito para a Assembleia de Freguesia, renunciou igualmente ao seu mandato.

Significa isto que, no espaço de 6 meses, 25% dos 8 autarcas eleitos pelo PSD já abandonaram o respectivo cargo, com a particularidade de um dos abandonos ser o do próprio presidente da junta de freguesia.

 

Aqui, até têm alguma razão, mas cuidado, porque PIOR, será os candidatos da Junta de Freguesia de Mação do PS, mudarem-se de armas e bagagens para o PSD no próximo acto eleitoral !!!

 

Não será isto enganar os eleitores?

 

Criticável é também a atitude da Sra. Presidente da Assembleia Municipal que, na Assembleia da semana passada, e perante a presença do novo presidente da Junta de Freguesia de Cardigos, Carlos Leitão, não teve a gentileza de informar os presentes da alteração havida. A bancada do PS teria tido todo o gosto em saudar o novo membro da Assembleia.

 

Volto a discordar desta abordagem, criticável nesta Senhora, é tudo!!!

Muito estranho os eleitos do PS na Assembleia de Freguesia não saberem? O problema deve estar num problema de rede de telemóvel, ou então, numa ausência muito prolongada da freguesia dos membros da assembleia municipal do PS, com origem em Cardigos, ou ainda no tempo que tem estado muito bom e sair do Algarve, tá quieto!!!

 

Uma última palavra para o Carlos Leitão: votos de um bom trabalho em prol da freguesia e de toda a sua população.

 

Fonte: Artigo do BLOG Mação 2013

Comentários a azul, Opinião de Luis Sérgio Silva

Publicado por vozeslivresmacao às 14:55
| Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Contacto:

Vozes Livres Mação

Cria o teu cartão de visita

Contador

Pesquisar neste blog

 

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

Cá se fazem, Cá se pagam!...

a boy for all seasons

Pedro Passos Coelho "o fa...

Banalidades do Correio da...

Vater Marques na Rede Nac...

Judiciária investiga uso ...

Posto de Vigia 74 - Outub...

Posto de Vigia de Setembr...

João Pereira reclama vari...

Ponto de Vigia - Julho/20...

EDP CONTINUA A MANTER NA ...

EIS O QUE ESTE NOVO PSD N...

PONTO DE VIGIA - JUNHO

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALE...

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . ...

POSTO DE VIGIA

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO...

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO V...

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALA...

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA...

QUEM QUER VIR A ÉVORA DE ...

ÁGUA POR FAVOR

"JAZ MORTO, E APODRECE"

SALDANHA ROCHA E CAMÂRA M...

Ponto de vigia Abril 2...

EURICO BRITO LOPES

DE ENCERRAMENTO EM ENCERR...

MAÇÃO - VALENÇA DO MINHO

UMA DAS CONDIÇÕES PARA QU...

Posto de Vigia

Arquivos

Abril 2013

Dezembro 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

Links

Participar

Participe neste blog

subscrever feeds

blogs SAPO