NOTA: Qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos conteudos /opiniões aqui expostos deve demonstrá-lo para o email abaixo indicado. Os comentários estão abertos com a devida moderação e os artigos a publicar neste BLOG devem ser enviados para o email:
vozeslivresmacao@sapo.pt
Visitantes Online
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

ISSO DO 25 DE ABRIL

25 Abril.Original de António Colaço

 

Carta aberta a todos os candidatos à presidência da Câmara Municipal de Mação por ocasião das eleições de 2009
 
Caríssimo candidato, ao contrário do que possa imaginar move-me a mais despretensiosa e genuína vontade de contribuir para uma campanha não apenas verdadeiramente animada como, sobretudo, que traga o nome de Mação para a ribalta do nosso querido rectângulo. Mas, pelas melhores razões, à cabeça, de entre elas, não só razões civilizacionais, como de eficaz poupança financeira, o que nos tempos que correm não é de subestimar.
No final deste Manifesto, chamemos-lhe assim, já estou a vê-lo pulando de alegria “mas não é que já tinha pensado nisto?!”
2
Sei que concorda comigo: nos últimos anos, Mação, veio para as páginas dos jornais, dia-sim, dia-não, aqui e ali de mãos dadas com a televisão, dando conta de uma frenética actividade que converteu o Mação silencioso e em ruínas, que conhecíamos e adorávamos, no Mação cosmopolita, transpirando actividade por todos os poros das suas muitas esquinas, numa palavra, um Mação industrial e culturalmente ensurdecedor.
Ele têm sido as obras de requalificação do Centro Histórico, com a destruição de velhas glórias da nossa ancestral arquitectura (Ah! Os alpendres, como adorava os alpendres de Mação, o último e mais panorâmico dos quais ali para as bandas da R. de S. Bento!...); ele tem sido a abertura de novos e modernos bairros em tudo quanto é zona verde; ele tem sido a recuperação dos velhos lagares, convertidos em modernos espaços de degustação e à porta dos quais se formam, agora, longas filas de  esfomeados comensais; ele tem sido a reabilitação das velhas fábricas de têxteis, apetrechadas com a mais moderna tecnologia combinada com moderno trabalho braçal ( já fizeram as contas às centenas de postos de trabalho que tudo isto implicou, para não falar do florescimento da indústria do aluguer de casas, quartos e pensões?!); ele tem sido a multiplicação das serrações combinadas , agora, com modernas indústrias de design e fabrico de móveis, que deixam a milhas as capitais do móvel do norte do nosso Portugal; ele tem sido a saturação do azul dos nossos céus com a invasão das mil e uma chaminés dos mais recentes e apetrechados Talhos, com os mais aromáticos fumeiros que não param de atrair a Mação forasteiros de todos os quadrantes; eles têm sido os festivais de Teatro, da Lampreia , do Cabrito, do Maranho, das Cavacas, do Presunto…ufff!!!
Até as ribeiras, as nossas queridas ribeiras, as nossas queridas montanhas respiram de actividade por tudo quanto é recuperação de azenha, de pequenas hortas, para terminar nesse atentado que é o fervilhante Parque Municipal do Brejo, na paradisíaca Serra do Bando, onde chegam e partem, diariamente, ansiosas excursões animadas pela vontade de ali passar um relaxante fim-de-semana, sendo que alemães e ingleses quase impedem os portuguesitos de conseguir a tão almejada reserva.
3
Senhores candidatos à CMMação, assim, o que vos venho propor para que possam merecer o meu voto, é que me devolvam o Mação do Silêncio que um dia me fascinou e onde quero terminar os meus dias.
Como vêem, não é preciso investir muito na elaboração de recheadíssimos programas eleitorais a prometer aquilo que já temos em excesso – “desenvolvimento” – e de que não precisamos mais.
Mação precisa de silêncio.Do vosso silêncio. Assim, antes de vos candidatardes, fazei uma pausa de silêncio nas vossas almas prenhes de amor pelo social e concluí que só o silêncio nos pode salvar: a nós e a vós. Vede, pois, connosco em silêncio, quietinhos devolvidos à paz da nossa velha Mação para quê incomodarem-se connosco? Pensando melhor, ficai quietos. Descansai. A afirmação da coisa pública é esgotante. O vosso cansaço a ninguém aproveita. Mação precisa de vós serenos, sem sombra de perturbação. A sério. E depois, isso do 25 de Abril também já foi há tanto tempo que ninguém beliscará as vossas adormecidas consciências.
 
 
António Colaço
Publicado por vozeslivresmacao às 00:01
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Contacto:

Vozes Livres Mação

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blog

 

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

Cá se fazem, Cá se pagam!...

a boy for all seasons

Pedro Passos Coelho "o fa...

Banalidades do Correio da...

Vater Marques na Rede Nac...

Judiciária investiga uso ...

Posto de Vigia 74 - Outub...

Posto de Vigia de Setembr...

João Pereira reclama vari...

Ponto de Vigia - Julho/20...

EDP CONTINUA A MANTER NA ...

EIS O QUE ESTE NOVO PSD N...

PONTO DE VIGIA - JUNHO

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALE...

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . ...

POSTO DE VIGIA

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO...

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO V...

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALA...

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA...

QUEM QUER VIR A ÉVORA DE ...

ÁGUA POR FAVOR

"JAZ MORTO, E APODRECE"

SALDANHA ROCHA E CAMÂRA M...

Ponto de vigia Abril 2...

EURICO BRITO LOPES

DE ENCERRAMENTO EM ENCERR...

MAÇÃO - VALENÇA DO MINHO

UMA DAS CONDIÇÕES PARA QU...

Posto de Vigia

Arquivos

Abril 2013

Dezembro 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

Links

Participar

Participe neste blog

subscrever feeds

blogs SAPO