NOTA: Qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos conteudos /opiniões aqui expostos deve demonstrá-lo para o email abaixo indicado. Os comentários estão abertos com a devida moderação e os artigos a publicar neste BLOG devem ser enviados para o email:
vozeslivresmacao@sapo.pt
Visitantes Online
Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

A VERDADEIRA MARCA DE MAÇÃO:

 

30 ANOS A MARCAR PASSO
 
Mação acaba de criar  a “marca” Mação. Tudo a  favor. Os aplausos todos. Mas… o que significa criar uma marca quando, nos últimos 30 anos, a verdadeira imagem de marca de Mação, em comparação com os concelhos vizinhos, mais do que marcar encontro com o presente e os seus desafios, tem sido a de ficar, escandalosamente,  a marcar  passo com o futuro?
Presunto, sim, mas feito com que presente?
Queijos, enchidos e azeite, também, mas com que gente?
 
 
 
 
A marca não pode ser uma panaceia e muito menos uma teia com que se nos enredam os dias.
Abundam os testemunhos, vindos de aldeias vizinhas, nos últimos tempos, daqueles que ficam com os dias marcados sempre que ousam recuperar as casas dos seus antepassados.
Uma câmara que se preze, quase que devia pagar aos que ousam recuperar.
 
É, por isso, contraditória, esta súbita vontade da autarquia em aderir à inquestionável opção por criar uma imagem de marca, quando se sabe que, nos últimos 30 anos, a força política que, ininterruptamente, a sustenta, pouco ou nada  fez para manter a tradição da nossa doçaria, do nosso artesanato, dos nossos enchidos e, sobretudo, da nossa paisagem de excelência.
 
Se assim é, uma autarquia que se preze, não deveria ter vergonha na cara por permitir que a nossa jóia da coroa, a Serra do Bando, e nela, o Chão do Brejo, a nossa verdadeira imagem de marca de um descomplexado concelho rural, com uma Mãe natureza que a muitos faz inveja, ali permaneça marcada para uma morte indesejada?
 
Sim, o nosso presunto. Mas… feito de que presente? Dos porcos que já não habitam nas aldeias que deixámos despovoar ou dos porcos de uma Europa que se importou em acautelar o seu futuro, hoje o nosso envergonhado presente de importadores, sem quaisquer dores?!
Isso não nos importa?!
É dessa marca de esbanjadores de um passado que nos legaram, que queremos fazer os desajeitados dias de gente a fazer de conta que faz?!
2
Pronto, agora pode sentar-se a ver o pequeno filme do MIRANTETV – a quem aproveitamos para saudar pelo recente prémio Gazeta – enquanto reflecte sobre o peso da filosofia que vai na cabeça de quem nos desgoverna há mais de 30 anos.
Ah!
Não temos pipocas da marca Mação, porque se foram os milheirais das nossas abandonadas aldeias.
Em contrapartida, importámos aqui da vizinha Espanha estes magníficos Chupas, de sabor a presunto, e a que pusemos, claro, a marca Chupa-Chupa-Mação!
 
 
 
 
 
O  vídeo que se visionou levanta várias questões:
- De quem é, de facto, a iniciativa de criar a Marca Mação? É da Câmara Municipal ? Do seu Presidente?
Então por que razão começa o vídeo por nos apresentar “António Louro – Câmara Municipal”?
Quem julgarão os leitores/espectadores do MIRANTE/TV que é António Louro?
O criador da marca M contratado pela Câmara Municipal ? O publicista da empresa que criou a marca M e a quem a Câmara Municipal pediu para falar à televisão? Um qualquer produtor da “fileira” de produtos que foi destacado pelos seus pares, a pedido da Câmara Municipal, para falar à televisão? O porta-voz, ele mesmo, da Câmara Municipal?! O agora assessor da Câmara Municipal, vereador demitido pelo Tribunal Constitucional, e no instante seguinte contratado pelo presidente Saldanha?
 
Sendo que Saldanha Rocha é, não restam dúvidas, o presidente eleito da Câmara Municipal de Mação, como pode aceitar-se que dê, assim de mão beijada, todo o protagonismo a António Louro ficando para si uma declaração tão mal amanhada, tão descuidada, tão mal iluminada, tão imperceptível mas, sobretudo, tão sem qualquer substância, sem uma ideiazinha que que se veja?
Uma redacção, em suma, que qualquer miúdo de escola redigiria com muito mais desenvoltura e convicção.
Para que não nos chamem maliciosos e não nos atribuam outras intenções que não seja a de procurar a verdade, aqui ficam transcritas, para que acompanhe e perceba o próprio filme, dada a sua inaudibilidade, as palavras eloquentes, a filosofia mais pura, do que significa para o Presidente da Câmara Municipal de Mação a importância da criação da marca Mação:
 
“….o objectivo é que Mação esteja…ãah! …ãah!... bem representado nas lojas, nos centros comerciais, nas grandes superfícies, enfim….no comércio,.. noé….. e portanto….criar e ajudar a criar a riqueza que é produzida no concelho de Mação…”
(Saldanha Rocha, Presidente da Câmara Municipal de Mação)
 
 António Colaço

 

Publicado por vozeslivresmacao às 16:02
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|
3 comentários:
De atento a 9 de Julho de 2008 às 18:44
A marca "MAÇÃO" com aquele M não poderá ser passível de ser muito parecido com o M de MILLENNIUM BCP ?
atento
De Juvenal Antena a 9 de Julho de 2008 às 23:17
A mim o que parece é que o Mané tava com um carraspana devido à prova da "fileira vinhística" do nosso Concelho e chamou a Assessor à pressa (como quem chama pelos Bombeiros)...
De Menina do rebik a 13 de Julho de 2008 às 17:48
sinceramente, acho que foi muito bem apanhado e foi um bom post. no entanto e como eu nao percebo nada de politica nao voto. entao quem meteu o saldanha no poleiro que o tire de la, o mesmo se passa com o senhor socrates. posto isto pensei que quando acabasse o curso tinha emprego na camara, afinal sao so calunias. mas tambem o que nao falta sao pessoas naquele sitio que nao fazem nada, quando mais gente la labora menos se faz, eu nao quero ser uma incostada por isso e devido a algumas quizelias existentes nunca irei colaborar na camara muncipal de mação, com muita pena minha. só uma pergunta, sera que o nosso presidente acompanha estas peripecias da sua vida?

Comentar post

Contacto:

Vozes Livres Mação

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blog

 

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

Cá se fazem, Cá se pagam!...

a boy for all seasons

Pedro Passos Coelho "o fa...

Banalidades do Correio da...

Vater Marques na Rede Nac...

Judiciária investiga uso ...

Posto de Vigia 74 - Outub...

Posto de Vigia de Setembr...

João Pereira reclama vari...

Ponto de Vigia - Julho/20...

EDP CONTINUA A MANTER NA ...

EIS O QUE ESTE NOVO PSD N...

PONTO DE VIGIA - JUNHO

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALE...

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . ...

POSTO DE VIGIA

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO...

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO V...

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALA...

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA...

QUEM QUER VIR A ÉVORA DE ...

ÁGUA POR FAVOR

"JAZ MORTO, E APODRECE"

SALDANHA ROCHA E CAMÂRA M...

Ponto de vigia Abril 2...

EURICO BRITO LOPES

DE ENCERRAMENTO EM ENCERR...

MAÇÃO - VALENÇA DO MINHO

UMA DAS CONDIÇÕES PARA QU...

Posto de Vigia

Arquivos

Abril 2013

Dezembro 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

Links

Participar

Participe neste blog

subscrever feeds

blogs SAPO