NOTA: Qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos conteudos /opiniões aqui expostos deve demonstrá-lo para o email abaixo indicado. Os comentários estão abertos com a devida moderação e os artigos a publicar neste BLOG devem ser enviados para o email:
vozeslivresmacao@sapo.pt
Visitantes Online
Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

INSEGURANÇA NOTURNA EM MAÇÃO

VAI UMA REINAÇÃO!

No preciso momento em que preparava um pequeno texto para celebrar com duas ou três fotografias o silêncio das noites nas ruas de Mação – num convite a um sereno passeio entre esquinas e ruelas por um passado que, paradoxalmente, já conheceu noites bem mais animadas - eis, para minha surpresa, que um punhado de jovens, a raiar a maioridade, resolveu perturbar o silêncio que resta investindo, no melhor estilo cobardolas que já não deveria caracterizar, ou, melhor, nunca deveria caracterizar a sua tenra idade.

 

Falo-vos, concretamente, desta pequena casa, situada na chamada Rua Nova, ou, se preferirem, Mons Álvares de Moura, e que com, sacrifícios vários, evitámos que se juntasse ao extenso rol das casas em ruínas no centro histórico de Mação. A complementar a sua recuperação fizemos nascer nas ruínas da casa que lhe era contígua um pequeno espaço ajardinado que em muito, creio, veio desanuviar o intenso clima de ruínas que se vive na Azinhaga que dali liga a vila até a um conhecido bar nocturno na zona do Palácio da Justiça e que tem na população jovem o seu público alvo.

Entre o novo café existente na Praça e este outro é uma correria de gente jovem que seria de saudar não fosse a enorme lista dos desacatos de que tenho conhecimento, e que passo a enumerar:

-No restaurante Pica Fino, foram partidos os mármores de três lanços das escadas de acesso.

- O tejadilho do carro novo de um vizinho serviu de palco para recrimináveis danças ao luar.É só cada um pensar se fosse com o seu automóvel.

- Nas hortas que ficam no trajecto abundam, agora, as mil e uma garrafas das despreocupadas cervejas.

- No pequeno jardim de que vos falei, desde arranque de sebes, protecções metálicas, flores arrancadas pela raiz e jogadas para o palheiro em frente, quebra em mil pedaços de uma pequena talha com flores dentro, despejo de água gordurosa que levou à secagem de três fartos buxos, para terminar no recente arranque de três pés de girassóis já floridos, para não falar do arremesso e estilhaços de garrafas de cerveja, tudo tem servido para dar asas a esta inexplicável revolta vá lá saber-se porquê.

(No que me diz respeito creio que os desacatos não se esgotam na irresponsabilidade juvenil. Adiante.)

O que me fez subir a este palco foi, todavia, a lamentável cena acontecida,há poucos minutos, e que surpreendeu a paz da noite com o arremesso de um punhado de pedras e terra contra o pequeno sino da porta lateral, situado, já, no enfiamento da referida azinhaga.

Saí disparado de casa, descalço e ainda consegui vislumbrar o rosto da meia dúzia que fugia a sete pés pela calçada acima.Os autores, esses, desapareciam na rua principal sob o dedo acusador dos colegas, cúmplices, a quem interpelei.

Não era passada uma hora a turma regressa, agora, lançando impropérios que me escuso enunciar mas sempre, como é próprio de cobardolas, em passo apressado.

 

Enchido o saco, só restava um telefonema ( 241572222, para o caso de precisar!) para a GNR local.

 

Não quero, para já, tecer comentários à “acção” ou falta dela da GNR de Mação.

 

Esta Azinhaga é o que é mas fruto da inexistência de uma política municipal de conservação do nosso património, que há muito já teria demolido os diversos palheiros que ali se encontram e ameaçam perigo de derrocada iminente, teremos de aguardar que algum deles caia para que a senhora câmara comece a actuar.

Dei conta desta situação há 10 anos, numa Assembleia Municipal, onde Elvino, presidente, me garantiu existir um “Plano”.Até hoje, como se vê.

 

Quanto à educação dos nossos jovens, ao papel dos seus pais e da sociedade em geral, também parece que estamos conversados.

 

Aliás, pode ser que um destes dias tenha que contar a história do espanto que me tolheu o rosto quando a caravana eleitoral autárquica da força política vencedora estacionou à minha porta para dar asas a manifestações por parte de alguém ( sim, meu caro, você sabe que eu sei quem foi e o gesto que me dirigiu ignorando que eu tudo estava a ver!) de quem deveria partir o primeiro exemplo!

 

É claro que nem por sombras quero acreditar que a estas descontroladas hordas juvenis presidam retaliações servidas à peça, por exemplo, por algumas destas peças que por aqui vamos escrevendo.

 

Ainda vivemos em Democracia.

 

É a ela que irei recorrer.

 

António Colaço

 

Publicado por vozeslivresmacao às 14:29
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Contacto:

Vozes Livres Mação

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blog

 

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

Cá se fazem, Cá se pagam!...

a boy for all seasons

Pedro Passos Coelho "o fa...

Banalidades do Correio da...

Vater Marques na Rede Nac...

Judiciária investiga uso ...

Posto de Vigia 74 - Outub...

Posto de Vigia de Setembr...

João Pereira reclama vari...

Ponto de Vigia - Julho/20...

EDP CONTINUA A MANTER NA ...

EIS O QUE ESTE NOVO PSD N...

PONTO DE VIGIA - JUNHO

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALE...

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . ...

POSTO DE VIGIA

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO...

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO V...

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALA...

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA...

QUEM QUER VIR A ÉVORA DE ...

ÁGUA POR FAVOR

"JAZ MORTO, E APODRECE"

SALDANHA ROCHA E CAMÂRA M...

Ponto de vigia Abril 2...

EURICO BRITO LOPES

DE ENCERRAMENTO EM ENCERR...

MAÇÃO - VALENÇA DO MINHO

UMA DAS CONDIÇÕES PARA QU...

Posto de Vigia

Arquivos

Abril 2013

Dezembro 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

Links

Participar

Participe neste blog

subscrever feeds

blogs SAPO