NOTA: Qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos conteudos /opiniões aqui expostos deve demonstrá-lo para o email abaixo indicado. Os comentários estão abertos com a devida moderação e os artigos a publicar neste BLOG devem ser enviados para o email:
vozeslivresmacao@sapo.pt
Visitantes Online
Sexta-feira, 24 de Novembro de 2006

CARDIGOS, ACIMA DE TUDO……

Há alguns meses, vi a minha proposta de admissão como irmão, à Santa Casa de Misericórdia de Cardigos, ser “CHUMBADA”. Na altura, era Provedora a Senhora Dona Catarina. A proposta de admissão foi reprovada, tendo obtido apenas um voto a favor, uma abstenção e os restantes contra. Na altura, divulguei o acontecido, em meios próprios para o efeito, pelo que não adianta falar mais neste assunto. Não poderia deixar contudo, de fazer alguns comentários, sobre a demissão, (ainda recente), da Senhora Provedora e sobre alguns comentários e talvez outros “boatos”, que se divulgaram e comentaram na altura, senão vejamos:



  1. Todos nós sabemos, que quando acontece qualquer coisa menos vulgar, quase todos temos a tendência a comentar, criticar e fazer a nossa análise, mas por vezes, as coisas não são bem assim e, como diz o nosso povo, quem conta um ponto acrescenta-lhe um ponto. Numa terra como a nossa, pequena e onde todos nos conhecemos, quando acontece algo, que não é tão normal, depressa se espalham as novidades. Mas também diz o nosso popular ditado, que não há fumo sem fogo.

  2. Sobre o caso da demissão da Provedora da Santa Casa, ouviu-se os mais diversos e variados comentários, muitos dos quais não dignificaram nada a imagem da tal “Senhora”. Falou-se em desvios de dinheiro, (o que muito sinceramente, não acredito). Disse-se ainda, que tinha dado uma entrevista a um jornal regional para se promover e que a dita entrevista foi paga com dinheiros da instituição. Outros disseram que tinha sido proibida de entrar nas instalações da Santa Casa. Em fim, muito se disse e provavelmente ainda se diz….

  3. Não quero julgar ninguém indevidamente, nem me compete a mim ser o Juiz de tal julgamento. Mas sinceramente, há uma coisa que não consigo compreender e que no meu entender, ou em minha opinião, não tem explicação possível. Porque será que após a sua demissão, do cargo que ocupava há alguns anos, riscou o seu nome desta instituição? Porquê! Então há qualquer história muito mal contada. Pede a sua demissão por motivos de saúde, depois, deixa por sua vontade própria, de ser irmã da Santa Casa. Não teria qualquer dúvida em acreditar, que a Exma. Senhora Dona Catarina poderia sair por motivos de saúde, devido aos problemas que tem tido e, que são reais, e do conhecimento geral.

  4.  Agora a minha dúvida é: será que se demitiu mesmo por problemas de saúde, ou será que foi obrigada a demitir-se? Pois ao deixar de ser irmã desta instituição, que durante muito tempo representou como força máxima, penso que apontou uma arma contra ela própria e que quase tentou o seu próprio suicídio. Quem não deve não teme! Quem faz campanhas para reprovar propostas de admissão de certos irmãos e depois se demite e risca o seu nome dessa instituição, não é um acto muito normal, não é uma atitude muito leal, na minha opinião, é uma atitude de revolta, de falta de coragem e muito pouco ética, para com os outros elementos da direcção, com quem trabalhou e a quem tanto elogiou.

  5. Também é estranho, que pouco antes da sua saída, tenha dado uma entrevista ao Jornal Voz da Minha Terra, na qual falava de projectos e iniciativas para a Misericórdia, os elogios à grandiosa obra e ao trabalho de voluntariado de todos. Não tenho dúvidas que muitos sacrifícios se fizeram, nomeadamente a direcção, para conseguir estes objectivos e que só irão engrandecer a freguesia de Cardigos.

  6. Porque é que será que a Senhora, (agora ex. Provedora), não dá uma entrevista, tentando esclarecer os motivos que levaram a tais atitudes? Penso que se deveria justificar perante tais acontecimentos, os cardiguenses mereciam essa explicação. Não estou a fazer insinuações, nem quero julgar ninguém, pois até que não há factos comprovados, eles serão sempre boatos, embora alguns que aqui descrevi, são reais e verdadeiros.

“Esquecendo agora a Misericórdia de Cardigos”, falando na Junta de freguesia, onde a Secretária deste órgão Executivo, é a Senhora Dona Catarina, exercendo estas funções há mais de 5 anos, e eleita pelo voto popular. Deveria ser um pouco mais profissional, refiro-me ao órgão deliberativo, que é a Assembleia de Freguesia. Após as autárquicas de 2005, a Assembleia de Freguesia reuniu 5 vezes, sendo que a Secretaria da Junta de Freguesia, apenas esteve presente na reunião de tomada de posse, onde como é óbvio, não poderia faltar. A Legislação em vigor,  diz que é obrigatória a presença nas reuniões da Assembleia do Senhor Presidente da Junta, sendo que se o mesmo estiver impossibilitado, terá que se fazer substituir pelo Secretário ou Tesoureiro. Mas diz também a Lei que o Secretário e Tesoureiro, devem assistir, não é uma obrigação, mas sim um dever. Não consigo compreender a ausência nas reuniões, da Secretária da Junta de Freguesia. Seria bom que aparecesse, que estivesse presente, cumprindo assim um dever. Pois os políticos são eleitos pelo Povo e é para o Povo que devem trabalhar, que devem dar a cara e, como Secretária do executivo, deveria estar presente. É nessas reuniões, que se aprovam orçamentos, que se votam as contas, que se apresentam propostas e se debatem problemas do interesse de todos e de toda a freguesia.


Não sou homem de guerras ou conflitos, (embora não sendo perfeito), tenho por vezes muitos dissabores, por tentar defender a verdade, por tentar ser justo, correcto sincero e honesto. Acredito sempre que a verdade virá ao de cima. Ensinaram-me uma coisa muito importante na vida e que tenho tentado pôr em prática ao longo dos tempos, nunca devemos fazer mal à espera de receber o bem. Muito mais haveria a dizer, mas penso não ser preciso. A verdade já anda por ai bem perto e a justiça também tenta aproximar-se.


Força Cardigos.


Vitor Silva

Publicado por vozeslivresmacao às 09:16
| Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Contacto:

Vozes Livres Mação

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blog

 

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

Cá se fazem, Cá se pagam!...

a boy for all seasons

Pedro Passos Coelho "o fa...

Banalidades do Correio da...

Vater Marques na Rede Nac...

Judiciária investiga uso ...

Posto de Vigia 74 - Outub...

Posto de Vigia de Setembr...

João Pereira reclama vari...

Ponto de Vigia - Julho/20...

EDP CONTINUA A MANTER NA ...

EIS O QUE ESTE NOVO PSD N...

PONTO DE VIGIA - JUNHO

MAÇÃO . VACARIA VIRA GALE...

CARDIGOS.JUNHO DE 1966 . ...

POSTO DE VIGIA

CONVÍVIOS COM VIDA DENTRO...

MAÇÃO E O BREJO QUE NÃO V...

OBRIGADO,ÉVORA ! SEM PALA...

AS VOLTAS DE UMA RENUNCIA...

QUEM QUER VIR A ÉVORA DE ...

ÁGUA POR FAVOR

"JAZ MORTO, E APODRECE"

SALDANHA ROCHA E CAMÂRA M...

Ponto de vigia Abril 2...

EURICO BRITO LOPES

DE ENCERRAMENTO EM ENCERR...

MAÇÃO - VALENÇA DO MINHO

UMA DAS CONDIÇÕES PARA QU...

Posto de Vigia

Arquivos

Abril 2013

Dezembro 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

tags

todas as tags

Links

Participar

Participe neste blog

subscrever feeds

blogs SAPO