Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vozes Livres de Mação

Vozes Livres de Mação

Vozes Livres de Mação

Vozes Livres de Mação

30
Jun08

AVÉ, OH CÉSAR !!! CHEGOU A HORA DA REABILITAÇÃO!

vozeslivresmacao

 

De como uma imagem vale mil palavras.
 
O VLM regista o momento em que, sob intenso calor, o Presidente Saldanha abandonou, ontem, por instantes, a Marcha Popular em que seguia e, ao passar pelo belíssimo edifício por cuja recuperação nos temos batido, abriu, finalmente, os olhos para uma realidade a que ele e o seu partido, os têm fechado há mais de 30 anos.
 
Foi então, que, surpreendido, ouviu um clamor de dentro da casa e lhe disse:
 
- “Oh, César! Ave, Presidente Saldanha! Ainda bem que atendestes o meu pedido e decidistes, em boa hora, vir recuperar-me!!!Folgo de vos saber um furtivo leitor do que de clandestino se vai escrevendo pelas províncias do romano Império….
 
- Senhor, por que me chamais César, a mim, modesto eleito do povo, a quem, nada mais me cabe senão a espinhosa missão ( diria antes, “calejosa” missão, dados os dolorosos calos que já carrego nas linhas da palma da minha mão, desde que iniciei a marchosa função!!!) de carregar este simples bordão de Baião, bem diferente do vosso tão sumptuoso quanto majestático ceptro?! A propósito, que a marcha ainda vai no Adro, perdão, no Café Central, bem mo podíeis emprestar por um bocadinho para que pudesse desfilar, mais compostinho, até ao Largo dos nossos queridos Bombeirozinhos.Desculpai as rimas, OH!Cesar, mas sem oposição que se veja, só me dá para a verseja! Sei que estão por lá uns repórteres de imagem e sempre ficaria a minha pessoa com outra aragem, um pouco mais institucional, menos pimba, menos banal, do que com esta mísera bengala que me assenta muito mal…Que me dizeis, Oh! César!!!..
 
-Dar-vos-ei o ceptro que pelos vistos tanto cobiçais se, entrando nas ruínas desta casa, minha túnica vestirdes e de imperiais  sandálias nos pés, proclamardes bem alto a todos quantos vos virem,agora, assim, Marchar : “ Juro, Por César, que a Casa Rebelo vou, de imediato, recuperar!!
 
 
- “ Juro, Por César, que a Casa Rebelo vou, de imediato, recuperar!!
 
 
 
- “ Juro, Por César, que a Casa Rebelo vou, de imediato, recuperar!!
 
 
 
 
NOTA
Qualquer semelhança ( do texto e imagem escritos) com a realidade é mera coincidência. Não vá o Tribunal da Póvoa de Varzim tecê-las!)
 

 António Colaço

 

 

 

24
Jun08

A FACHADA TOTAL

vozeslivresmacao

 

Este é o retrato fiel do Mação Total que espera os visitantes, nos próximos dias, bem no centro histórico da Vila.

Perguntamos: fachada por fachada por que não assumir a FACHADA TOTAL?
Falamos desta jóia da coroa da arquitectura maçanica cada vez mais em nós cravada a ferro quente, como se de um  rupestre cinzel brandindo a pracana rocha se tratasse, e nós, rupestres cavalos doridos,  cinzelados por tamanho desprezo, fizéssemos ecoar pelos valados do Ocreza abaixo, lancinantes relinchos de sangue e dor pela traição assim consumada.
Ou seja, em vez de guardar o lixo nos contentores por que não guardar os contentores dentro da casa transformada, ela mesma, a cada dia que passa, num cada vez mais perigoso montão de lixo?!

 

 

 

 

Perigoso, sim!
Repare-se neste muro lateral.

 

 

 

Para além do artístico Bordado de robustas Balsas que o recobre e enfeita....- uma nova modalidade de bordado lançada pela câmara, a desafiar os tão famosos bordados de Castelo Branco - basta que uma tardia chuvadazinha daquelas de Verão que a Metereologia nos anuncia e a ver vamos no que dá .Tipo, saiam televisões, lágrimas....etc.
O costume.

 

 

 

Trancas na porta, diria o outro.
(O Abandono TOTAL! Até dói o coração!!!)

 

 

 

Mas, para não dizerem que não ajudamos, aqui vai uma proposta em alternativa:
Com o apoio da Valnor, ou outra empresa de lixos ( que se lixe! perdido por cem, perdido por mil, meu bom povo!!!) por que não tapartodo o rosto do prédio de uma vez por todas?
Ficava, aliás, um belo exemplar de "arte pública" que em nada ficaria a dever a alguns dos exemplos com que a CMLisboa vem brindando, nos últimos dias, os turistas, tapando-lhes, ora a Torre de Belém, com missangas gigantes, ora expondo pneus gastos e velhos frente aos ...Jerónimos!!!!

 

 

 

 

Mas também somos construtivos.
TOTALMENTE construtivos.
Oh! sem nada na manga!
Aqui estamos a aplaudir, FINALMENTE, esta recuperação TOTAL da nossa querida Torre do Relógio!
Sim, TOTAL, com o reloginho a bater as horinhas ... à hora certa!
Certo?!

 

 

António Colaço

09
Jun08

Saldanha Rocha, levou com o Pião!!!

vozeslivresmacao

 
 
... E não ter óculos para reparar que tinha à sua frente Jornalistas e não crianças!!!
Em condições iguais às do passado, Saldanha Rocha tinha conseguido uma noticia de meia página à conta dos piões para as crianças.
Desta vez foi gozado ainda com a história do desemprego, pena é que desta vez leve o inocente do Vasco atrás de si!!!
 
 
 
Até há algum tempo atrás, o Jornal “O Mirante” era tido como um órgão oficial de comunicação ao serviço de Saldanha Rocha e do PSD!!!
Pois, é a minha opinião!!!
Nos últimos dois números, coincidência ou não com as eleições no PSD, Saldanha Rocha passa a ser um alvo do Jornal “O Mirante”.
Coincidência ou não, Saldanha Rocha não estava no mesmo barco de Miguel Relvas!!!
Pois é, alguém deve andar a puxar o tapete a alguém!!!
Poderíamos pensar ainda que o Jornal traçou uma nova politica editorial e visa apenas ser mais independente!!!
 
Olha aí as coincidências, pimba com o pião!!!
 
 
Então e por falar em coincidências, esperem aí, Mação Total e Feira Mostra cheira a Cultura, Não!? Verador da Cultura deram por ele!?
 
Ainda os piões às crianças, cheira a Educação!? Vereador da Educação, será aquele entre o Vasco e o Saldanha!?
 
Não, dizem as más linguas que foi receber um premio de reconhecimento à Suiça, pensa-se que tem a ver com a Cultura/Educação da Carica Sagres?! (Eu também sou uma vitima de 30 anos de Cultura/Educação/Desporto - Sagres)
 Foi aquilo que nos deram, uns absorveram mais os conceitos que outros, outras ainda, já estão limpinhos!!!
 
Nem tudo o que cheira, sabe ao que cheira!!!
 
 
 
Luis Sergio Silva
06
Jun08

REPORTER ESTRÁBICO (um cronista periclitante)

vozeslivresmacao

 

REPORTER ESTRÁBICO (um cronista periclitante)
 
- FAÇA COMO EU! SORRIA MESMO QUANDO LHE APETECE GRITAR. –
 
 
Meter uma lança em África.
Significado: Conseguir realizar um empreendimento que se afigurava difícil; levar a cabo uma empresa difícil.
Origem: Expressão vulgarizada pelos exploradores europeus, principalmente portugueses, devido às enormes dificuldades encontradas ao penetrar o continente africano. A resistência dos nativos causava aos estranhos e indesejáveis visitantes baixas humanas. Muitas vezes retrocediam face às dificuldades e ao perigo de serem dizimados pelo inimigo que eles mal conheciam e, pior de tudo, conheciam mal o seu terreno. Por isso, todos aqueles que se dispusessem a fazer parte das chamadas "expedições em África", eram considerados destemidos e valorosos militares, dispostos a mostrar a sua coragem, a guerrear enfrentando o incerto, o inimigo desconhecido. Portanto, estavam dispostos a " meter uma lança em África".
A imagem, embora o possa sugerir, não é de África. É da Portela da Lameira, à entrada do Cimo do Vale, freguesia da portuguesíssima freguesia da Amêndoa.
E a lança, a tal “lança em África”, lá está espetada em solo firme. Hirta, garbosa e solitária, indicando a única rua da localidade – Rua Portela da Lameira.
Pode haver dinheiro difícil de ganhar. Mas há tanto tão fácil de gastar.